Blog

Zé Ricardo avalia possível efetivação de Maurício Barbieri no Flamengo O Dia

Rio – Zé Ricardo saiu do Flamengo e foi contratado pelo Vasco sob desconfiança da torcida. Mas durante seu trabalho a situação se inverteu e hoje ele é considerado fundamental dentro do clube. Em entrevista exclusiva ao Dia Online, o treinador falou sobre Flamengo, Libertadores e futuro da profissão.

O Flamengo demitiu Paulo César Carpegiani e ainda não definiu seu treinador. Situação parecida viveu Zé Ricardo em 2016. Ele comentou sobre a situação que vive o Rubro-Negro hoje e rasgou elogios ao auxiliar Maurício Barbieri. “Passei por uma situação bastante similar e agora está acontecendo com o Maurício Barbieri. Eu conheço o Maurício, é um excelente treinador, pessoa extremamente preparada para estar onde está. Ele também vai poder aproveitar e poder mostrar todo o seu valor”, revelou.

O Vasco tem um jogo decisivo pela frente. O Cruzmaltino enfrenta o Racing-ARG pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores na próxima quinta-feira. O clube carioca ocupa a terceira colocação do Grupo 5 com um ponto, enquanto o rival argentino é líder, com quatro. O treinador Zé Ricardo projetou o duelo e acredita que será uma partida complicada.

“Sem dúvida é um confronto dificílimo. O Racing fez um investimento muito grande no ano passado e está com uma equipe muito forte, muito bem condicionada tanto no Campeonato Argentino como na Libertadores, tendo quatro pontos na chave. Na medida que nós não conseguimos vencer o Cruzeiro na última rodada, fora de casa, há uma necessidade nossa de vencer fora”, analisou o técnico cruzmaltino.

Antes, o Vasco estreia no Campeonato Brasileiro, neste domingo, contra o Atlético-MG, em São Januário. Zé projetou o desempenho do Gigante da Colina na edição deste ano da competição: “A ideia é que consigamos fazer duas avaliações. Uma até a parada para a Copa do Mundo, que são 11 ou 12 rodadas. Depois vamos ter 20 a 30 dias de descanso e treinamento e aí sim faremos os ajustes que a gente precisar no momento para fortalecer nossa equipe e assim poder, a nível de preparação física, técnica e tática, ir bem nas próximas rodadas”, apontou.

“O Vasco tem que brigar, no minimo, por uma vaga na Libertadores 2019. Isso a nossa torcida espera, isso é o que a gente espera e sabemos que para isso precisamos começar bem a competição”, afirmou Zé Ricardo.

O treinador cruzmaltino também analisou sua evolução desde a saída do Flamengo até o trabalho atual no Vasco. “Vejo como uma evolução natural, como qualquer profissional que vai adquirindo experiência. Hoje me sinto, sem dúvidas, mais preparado, mais inteiro para poder comandar a equipe do Vasco. Lógico que a primeira experiência com o Flamengo para mim foi muito positiva. Todos sabem da identificação que eu tenho com o clube. Passei 15 anos, foi o que me ajudou a me formar como profissional, então o carinho é muito grande. Agradeço muito ao Vasco por ter aberto as portas para mim. Fiquei feliz pela oportunidade. Espero ainda poder contribuir bastante para a evolução do clube”, declarou.

Zé projetou seu futuro e disse que pensa em um dia trabalhar fora e representar o Brasil, mas não tirou o ‘pé do chão’. “A gente pensa para frente. Primeiro continuar trabalhando em alto nível, em clubes de ponta. Depois eu quero ter uma oportunidade de trabalhar fora do país. Acho que essa é uma questão que também faz parte dos meus planos para frente. E aí com mais preparo, se tiver a oportunidade, sem dúvida. Quem não aspira poder representar o seu país? Mas vamos trabalhar bem devagar. Agora é focar no desempenho, na melhora do condicionamento do Vasco para que a gente possa depois, trabalho após trabalho, sonhar com coisas maiores”, finalizou o treinador do Vasco.

Reportagem de Juliana Cristina

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo