Blog

Vasco ganha um guia prático contra a altitude O Dia


Desbato prev jogo de volta duro na Libertadores – Divulgao Site Vasco

Rio – O Vasco está a um passo da fase de grupos da Taça Libertadores. Após golear o Jorge Wilstermann por 4 a 0, em São Januário, o time vai encarar na quarta-feira os 2.800m de altitude em Sucre, na Bolívia, podendo perder por até três gols de diferença para se classificar. Se fizer pelo menos um, o Vasco também se classificará se perder por 5 a 1, pela vantagem do gol fora de casa. Conhecedor dos efeitos da altitude boliviana, na época que defendia o Vélez Sarsfield, da Argentina, o volante Desábato ensina o caminho das pedras aos companheiros.

“Chegar na fase de grupos da Libertadores é um objetivo nosso desde a pré-temporada. Estamos a uma passo, a noventa minutos, de alcançar nossa meta, mas sabemos que vai ser duro. O Jorge Wilstermann é muito forte em seu campo e tem a questão da altitude. Eu já tive a sorte de jogar nessas condições com o Vélez. É um terreno difícil, complicado, mas vejo que a dificuldade maior está na cabeça. É preciso manter a calma”, disse o jogador ao site oficial do Vasco na única partida em que ele atuou na Bolívia pela Libertadores, na fase de grupos de 2014, o Vélez perdeu por 2 a 0 para o The Strongest, em La Paz, a 3.600m de altitude.

Primeiro volante do técnico Zé Ricardo, o jogador de 27 anos também comentou a rápida adaptação que teve em São Januário:”Fui muito bem recebido por todos no clube, tanto pelos companheiros quanto pelo treinador. Isso fez com que eu me adaptasse rápido.”

Em caso de classificação, o Vasco entrará no Grupo 5 da Libertadores, ao lado de Cruzeiro, Racing, da Argentina, e Universidad do Chile.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo