Blog

Vasco e Botafogo abrem semifinais da Taça Rio em clima de rivalidade

Vasco e Botafogo abrem semifinais da Taça Rio na noite desta quarta-feira (Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

Motivados pela rivalidade gerada no clássico passado, Vasco e Botafogo abrem as semifinais da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Os nervos entre as equipes se intensificaram durante o triunfo por 3 a 2 dos vascaínos no último domingo, principalmente com a entrada violenta do atacante Rildo em João Paulo, que fraturou tíbia e fibula da perna direta no mesmo lance e ficará no mínimo quatro meses afastado dos gramados.

A revolta dos jogadores do Botafogo contra Rildo, que também se lesionou no jogo, só que em outra jogada, deixou o ambiente ruim entre os times e muita força será exigida do trio de arbitragem, em um jogo onde o empate serve aos vascaínos, por terem melhor campanha na fase de classificação.

“O Botafogo foi prejudicado contra o Vasco e não foi a primeira vez que isso aconteceu no começo de um jogo neste campeonato. Pior não é nem o cidadão não ver o lance dentro de campo, e sim os demais, que poderiam ajudar, nada fazerem. Perdemos o João Paulo e estamos nos reconstruindo para este jogo, mostrando aos jogadores que vamos ter que nos superar para tentar derrotar o Vasco”, disse Alberto Valentim, técnico do Botafogo, dando o tom do jogo.

Os vascaínos responderam no mesmo nível. “O Botafogo fez pressão no árbitro. Eles conseguiram empatar por conta de erro de arbitragem. Mas conseguimos ganhar e agora temos que ir determinados a conseguir mais um resultado positivo na quarta-feira”, afirmou o volante Wellington.

Zé Ricardo, comandante do Vasco, preferiu amenizar os ânimos e falar do confronto. “Vai ser mais um clássico disputado em um ritmo muito intenso, com as duas equipes jogando em busca do resultado positivo. O Botafogo pressionou muito, mas gostei muito do meu time, que conseguiu mostrar equilíbrio, defendendo e atacando com eficiência. Se repetirmos isso na quarta-feira, mas corrigindo alguns erros que conseguimos identificar, vamos nos classificar”, contou o treinador do Vasco.

Os botafoguenses, que ainda não ganharam um clássico no ano, falam em superação. “O Botafogo sabe que vai ser mais um duelo muito complicado, com as duas equipes se entregando demais em campo. Portanto, vamos precisar ser mais eficientes do que fomos no fim de semana”, alertou o zagueiro Igor Rabello.

Em termos de escalação, o Vasco perdeu o goleiro Martín Silva, que se apresentou à seleção uruguaia para a disputa de amistosos internacionais e fica de fora. Gabriel Félix assume o posto. Paulinho deve herdar a vaga de Rildo, que vai ficar pelo menos quatro semanas afastado por conta de uma luxação no ombro direito.

Pelo lado do Botafogo, a vaga de João Paulo deverá ficar com o volante Marcelo. No ataque, Kieza, com dores no músculo adutor da coxa direita, pode reaparecer na vaga de Brenner, mas vai depender de sua recuperação.

O ganhador do clássico entre Vasco e Botafogo vai fazer a grande final da Taça Rio no próximo domingo, às 16h00 (horário de Brasília), com o vitorioso da outra semifinal, que será disputada entre Fluminense e Flamengo nesta quinta-feira, às 20h00 (horário de Brasília), também no Estádio Nilton Santos. Neste combate, os tricolores é quem têm a vantagem do empate, também por terem feito a melhor campanha na fase anterior.

FICHA TÉCNICA
VASCO X BOTAFOGO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21 de março de 2018, quarta-feira
Horário: 21h45 (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueirense Corrêa (RJ) e Michael Correia (RJ)

VASCO: Gabriel Félix; Yago Pikachu, Paulão, Frikson Erazo e Henrique; Wellington, Leandro Desábato e Evander; Paulinho, Andrés Rios e Duvier Riascos
Técnico: Zé Ricardo

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Marcelo, Rodrigo Lindoso, Leonardo Valencia e Ezequiel; Rodrigo Pimpão e Kieza (Brenner)
Técnico: Alberto Valentim

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo