Blog

STJD suspende presidente do Vitória por invasão de campo e ameaças; atletas também foram denunciados

Foto: Max Haack

Referências no futebol do Nordeste e donos de torcidas apaixonadas, Vitória e Ceará fizeram um confronto movimentado pela terceira fase da Copa do Brasil, com oito gols anotados e emoção de sobra nos dois jogos da eliminatória. Infelizmente, o campo e bola acabou ficando em segundo plano após a partida derradeira no Barradão, na qual testemunhamos uma verdadeira batalha campal com direito a invasão de campo e ameaça de agressão por parte do presidente rubro-negro, Paulo Carneiro, que chegou a ‘jurar’ o meio-campista Vinícius, ex-Bahia.

Como noticia o Globoesporte, todos os episódios ocorridos no Barradão foram registrados na súmula da partida pelo árbitro de campo, o paranaense Paulo Roberto Alves Júnior, e embasaram as denúncias oficiais levadas pela Procuradoria ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Diante da gravidade das evidências apresentadas, o STJD não tardou a acatar o pedido, suspendendo o presidente do Vitória preventivamente por 30 dias. Ele já não poderá comparecer ao estádio rubro-negro para a partida deste sábado (29), contra o Paraná, pela Série B do Brasileirão.

Ainda de acordo com a apuração do Globoesporte, Paulo Carneiro foi enquadrado em quatro artigos: invasão de campo, descumprir a área técnica, ofender a arbitragem e ameaçar atleta adversário, denúncias que podem lhe render mais de um ano de suspensão, além de multa pesada às finanças. Dois jogadores do Vitória e um do Ceará, expulsos na partida, também foram denunciados: Léo Ceará e Vico, do clube baiano; e Charles, do time cearense.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo