Blog

Sampaoli reitera confiança em Cueva e rasga elogios a ‘coringa’ do Santos

Com mais uma goleada, o Santos confirmou sua classificação à ​terceira fase da Copa do Brasil. A vítima da vez foi o América de Natal, facilmente batido por 4 a 0 em partida disputada na última quinta-feira (7), no Pacaembu. Os gols alvinegros foram anotados por quatro marcadores diferentes: Derlis González, Jean Mota, Rodrygo e Felipe Aguilar.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Em entrevista coletiva pós-jogo, Jorge Sampaoli não conseguiu escapar das perguntas acerca da ausência de Christian Cueva, ​punido disciplinarmente pelo clube por atraso na reapresentação pós-Carnaval. Sem meias palavras, o comandante confirmou que a ausência foi fruto de uma sanção, mas reiterou confiança no meia peruano.

A ausência do Cueva se deve ao fato dele atrasar aos treinos, ao faltar nos treinos, fica difícil de estar na lista de relacionados. Ele queria estar, mas optamos por não. Pensamos que para o futuro o Cueva vai ser muito importante. Eu acredito nele”, afirmou.

Outro protagonista na coletiva do argentino foi um atleta bem menos badalado do elenco alvinegro: Diego Pituca. Como destaca o ​UOL Esportes, Sampaoli fez questão de rasgar elogios ao polivalente volante, utilizado como lateral-esquerdo na partida por conta da ausência de Felipe Jonathan. Mesmo fora de posição, Pituca foi bem e participou diretamente de um dos gols santistas na partida, atuação comemorada pela comissão técnica.

Precisávamos de laterais por dentro. Queríamos extremos nas costas deles. Diego é tão generoso e bom jogador que joga em qualquer lugar. Foi bem contra atacantes muito rápidos. Foi muito bem em posição desconhecida, mas por meio dos treinos sabemos os jogadores que podem jogar em mais de uma posição”, concluiu o comandante.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo