Blog

Rildo é suspenso até João Paulo voltar a treinar pelo Botafogo

Rildo não teve a barra aliviada pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ) na noite dessa segunda-feira. O atacante do Vasco foi julgado pelo lance que culminou em duas fraturas na perna do jogador João Paulo, volante do Botafogo, no clássico disputado no último dia 18, no Estádio Nilton Santos.

Por unanimidade, o tribunal decidiu suspender Rildo até que João Paulo volte a treinar, ou pelo prazo máximo de 180 dias, que é justamente a revisão dos médicos para que o atleta botafoguense comece a realizar os primeiros trabalhos com bola.

Rildo não foi expulso pela jogada violenta, o que também causou a suspensão do árbitro do jogo (Foto: Carlos Gregório Jr./CRVG)

O caso foi avaliado como gravíssimo pelo relator, que aproveitou para lembrar de outros lances polêmicos em que Rildo teve participação, como na vez em que fraturou o rosto de Vanderlei, goleiro do Santos, após um choque semelhante em 2015.

Rildo se defendeu fazendo mea-culpa, admitiu imaturidade e ‘azar’ em lances de jogo para justificar seu histórico, e ainda lembrou que chegou a visitar João Paulo no hospital, em forma de solidariedade. Mas, nada disso convenceu os julgadores.

O atacante do Vasco já estava afastado dos jogos por causa de uma lesão no ombro, mas a tendência era pelo seu retorno daqui três semanas. Agora, Rildo depende da recuperação de João Paulo para voltar a defender o Vasco.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo