Blog

Presidente do Inter explica visita polêmica a Bolsonaro

​O presidente do ​Inter, Marcelo Medeiros, reservou parte da última sexta-feira, 29, para um encontro com Jair Bolsonaro, chefe do Executivo brasileiro desde janeiro desse ano. A reunião durou cerca de 20 minutos no gabinete presidencial em Brasília e Bolsonaro não só ganhou de presente, como vestiu uma camisa oficial do Inter com o seu nome às costas.

Nas redes sociais, a visita causou certa polêmica e alguns colorados não gostaram da postura do presidente do clube. Eles entendem que os valores defendidos por Bolsonaro não “batem” com a história do Colorado. Para amenizar as reclamações na internet, Medeiros concedeu entrevista ao portal ​GaúchaZH e disse que a visita teve caráter institucional e não político:

“O Inter é um clube apartidário e agnóstico. Já fizemos visitas institucionais com outros presidentes de outros partidos, com os governantes José Ivo Sartori e Eduardo Leite e com o prefeito Nelson Marchezan. Nada mais natural e cabível que a gente fizesse isso também no nível federal. Se o presidente eleito tivesse sido o Fernando Haddad, eu estaria aqui em Brasília fazendo o mesmo movimento que fiz hoje”, destacou o dirigente.

O intermediário do encontro foi o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que é gaúcho e torcedor declarado colorado. Na pauta, assuntos legislativos, trabalhistas e fiscais relacionados a clubes de futebol. O vice-presidente do clube gaúcho, Alexandre Chaves Barcellos, também participou da agenda em Brasília.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo