Blog

Pela Libertadores, Vasco encara o Universidad Concepción no Chile

De volta a Libertadores após seis anos, o Vasco estreia na Segunda Fase da competição nesta quarta-feira, contra o Universidad Concepción-CHI, no Chile. O duelo de mata mata é válido é uma das etapas que os cruzmaltinos precisam passar para chegar a Fase de Grupos.

Desde o início da pré-temporada, o técnico Zé Ricardo trabalhou com o elenco vascaíno para está partida. Antes de chegarem a este momento, os cruzmaltinos tiveram que passar pelas polêmicas das eleições do clube, que, por fim, elegeram Alexandre Campello como presidente. Dentro de campo, o Vasco não teve um bom início de temporada no Campeonato Carioca. No entanto, os resultados são minimizados pelo foco na Libertadores.

De olho na estreia, Zé Ricardo comandou nesta terça-feira treino no CT da Universidad de Chile (Foto: Carlos Gregório Jr/CRVG)

O lateral direito Yago Pikachu não escondeu a ansiedade para o início da competição para os vascaínos.

“A expectativa é boa. Assim como eu, a maioria do grupo nunca disputou essa competição. Tentamos conversar com os mais experientes, para saber como é o clima. Eles têm nos passado. Estamos focados. Queremos realizar uma boa partida para levar um bom resultado para casa”, disse.

O jogador revelou que o técnico Zé Ricardo tem trabalhado com os jogadores desde o inicio do ano visando este confronto.

“Foi um grande planejamento do departamento de futebol. O Zé Ricardo também nos falou sobre o time deles. Ele está nos passando desde o início da pré-temporada os pontos fortes e fracos do adversário, para a gente saber aproveitar da melhor forma no jogo”, declarou.

Em termos de escalação, Zé Ricardo optou por manter a equipe que disputou o clássico com o Flamengo. Sem poder contar com Nenê, Wagner e Evander serão os responsáveis pelo setor de criação do Vasco.

Já o Universidad Concepción, clube que tem apenas 23 anos de existência, o clima é de decisão. A equipe ainda não atuou de forma oficial no ano, mas realizou alguns amistosos para adquirir ritmo de jogo. O técnico Francisco Bozán demonstrou conhecimento sobre os cariocas ao minimizar a ausência de Nenê.

“Ele não jogou contra o Nova Iguaçu, porque havia sido expulso. Me parece que nessa equipe já viam Evander como meia. Sinto que o Vasco ganha bastante dinâmica com a entrada de Evander. Não é como Nenê, que se movimenta bem, arma as jogadas, mas para mim, Evander e Wagner são bons jogadores”, disse.

Sobre a equipe, o Universidad Concepción contratou alguns jogadores experientes para a temporada. Um dos reforços é o atacante Pineda, que estava no Vitória na temporada passada e ajudou os baianos a eliminarem o Vasco da Copa do Brasil.

“Tive a possibilidade de jogar a Copa do Brasil contra o Vasco há pouco tempo. É uma equipe muito forte, com muita história. Estamos trabalhando todos os dias para este jogo. Tentar atacar suas falhas”, falou.

Para está partida, Bozán sabe que não poderá contar com o atacante Figueroa. Recém-contratado, o jogador ainda não está bem fisicamente para encarar o confronto.

FICHA TÉCNICA
UNIVERSIDAD CONCEPCIÓN-CHI X VASCO-BRA

Local: estádio Ester Roa Rebolledo, em Concepción (Chile)
Data: 31 de janeiro de 2018, quarta-feira
Hora: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Leodan González (Uruguai)
Assistentes: Carlos Pastorino e Carlos Barrero (ambos do Uruguai)

UNIVERSIDAD CONCEPCIÓN: Cristian Muñoz, Juan Pablo Abarzúa, Hans Martínez, Gustavo Mencia e Ronald de la Fuente; Fernando Manríquez, Alejandro Camargo e Henrique Droguett; Jean Paul Pineda e Santiago Silva
Técnico: Francisco Bozán

VASCO: Martín Silva, Yago Pikachu, Frickson Erazo, Ricardo Graça e Henrique; Wellington, Leandro Desábato, Evander, Wagner e Paulinho; Andrés Ríos
Técnico: Zé Ricardo

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo