Blog

Os 10 maiores artilheiros em atividade por Seleções

Considerando as estatísticas gerais incluindo jogadores já aposentados, o maior artilheiro de todos os tempos vestindo a camisa de sua seleção é o iraniano Ali Daei, com 109 gols. Por estarmos em semana de amistosos e datas Fifa, o Blog do Rafael Reis levantou os dez maiores goleadores por seleções que ainda estão em atividade, contando também com atletas que já não figuram mais nas convocações atuais de seu país, mas seguem atuando profissionalmente. Confira este ranking recheado de grandes estrelas contemporâneas:

10. Luis Suárez (Uruguai)

Apesar de não ser o principal homem de referência desta geração uruguaia – Edinson Cavani atua mais centralizado na Celeste Olímpica -, Luisito Suárez soma mais gols pela Nacional que seu compatriota: 55 tentos para o atleta do Barça, contra 46 de Cavani.

9. Edin Dzeko (Bósnia)

Experiente centroavante de 33 anos, o atleta romanista é convocado para a seleção principal da Bósnia desde 2007, ou seja, lá se vão doze anos de serviços prestados. Como Suárez, também soma 55 gols totais vestindo a camisa de seu país.

8. Bader Al-Mutawa (Kuwait)

Primeiro representante de um país asiático nesta lista, o centroavante de 34 anos é um verdadeiro veterano em convocações, figurando na seleção de seus país desde 2003. A longevidade colabora bastante para sua artilharia, tendo os mesmos 55 gols de seus antecessores.

7. Robert Lewandowski (Polônia)

Considerado um dos centroavantes mais letais do futebol mundial atualmente, Lewandowski é a maior referência técnica da Seleção Polonesa há algum tempo. Convocado pela primeira vez em 2008, soma 56 gols em 104 partidas disputadas pela Nacional (0.53 de média).

6. David Villa (Espanha)

Engana-se quem pensa que Villa já pendurou as chuteiras. Após anos gloriosos em La Liga, o centroavante passou a se aventurar mundo afora, passando anos consideráveis na MLS (Estados Unidos) e agora rumando ao Japão. É o maior artilheiro da Fúria, com 59 gols.

5. Neymar (Brasil)

Entre críticas e elogios, altos e baixos, é inegável que Neymar caminha para estabelecer recordes importantes com a Canarinho. Aos 27 anos, o camisa 10 soma 60 gols pela Seleção Brasileira, atrás apenas dos já aposentados Zico (66), Ronaldo (67) e Pelé (95).

4. Zlatan Ibrahimovic (Suécia)

Grande, forte, habilidoso e dono de uma técnica apurada, o veterano se aposentou de sua Seleção em 2016, mas segue em atividade atuando pelo Los Angeles Galaxy (MLS). Em 15 anos defendendo a camisa da Suécia, disputou 116 partidas e anotou 62 gols.

3. Lionel Messi (Argentina)

Ainda à ‘sombra’ de um título relevante – fardo que chegou a afastá-lo das convocações albicelestes recentemente -, Lionel Messi soma recordes expressivos vestindo a camisa da Argentina. Entre jogadores ativos ou aposentados, o camisa 10 é o maior artilheiro da AFA, com 65 gols.

2. Sunil Chhetri (Índia)

Segundo e último representante de uma nação asiática nesta lista, aparece Sunil Chhetri, camisa 11 da Seleção Indiana. Com carreira construída e solidificada somente entre clubes de seu país, o atacante figura entre os convocados da Nacional desde 2005, somando 67 gols.

1. Cristiano Ronaldo (Portugal)

Apesar do tamanho de Eusébio para o futebol local, é consenso em Portugal que Cristiano Ronaldo é o maior a ter vestido a camisa lusitana. Com 85 gols totais e uma Eurocopa conquistada, o camisa 7 se consolidou como maior artilheiro do futebol europeu, passando o húngaro Puskás (84).

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo