Blog

No dia do adeus ao Vasco, Paulinho explica a escolha pelo Bayer Leverkusen O Dia

No dia da oficialização do adeus ao Vasco, Paulinho admitiu que já ensaiava a despedida da Colina. Na mira de gigantes como Barlenona, Bayern de Munique, Manchester City e Real Madrid, o atacante, de 17 anos, escolheu o projeto oferecido pelo Bayer Leverkusen, menos baladado, mas visto pela família e pelo empresário Carlos Leite como o trapolim ideal para voos mais altos na Europa. Sufocado em dívidas, o Vasco bateu o martelo após a oferta de R$ 85 milhões.

“O projeto foi muito importante, por tudo o que me apresentaram. O desenvolvimento da minha carreira. Conversamos bastante… A decisão foi minha. O clube também precisa dessa parte financeira. Também foi muito bom para mim. Eu tinha essa vontade de jogar na Europa. Vou procurar me desenvolver para ter uma boa carreira e chegar onde eu quero”, disse Paulinho.

Então dententor de 65% dos direitos do econônomicos da promessa, o Vasco terá direito a cerca de R$ 55 milhões, e manterá 10% de olho numa venda futura. Além dos 20% do valor da transação, o empresário Carlos Leite receberá mais 10% da fatia que cabe ao Cruzmaltino, por conta de um empréstimo de R$ 10 milhões no início da gestão de Alexandre Campello.

“Hoje, a dificuldade financeira nos obriga a fazer esse tipo de negócio. Pesamos muito o que seria mais prejudicial: vender um atleta que era um ativo agora ou arcar com perdas de jogadores, não obtenção de certidões negativas… 20 milhões de euros é uma proposta significativa”, afirmou Campello. 

 

Em recuperação de uma fratura no cotovelo esquerdo, Paulinho se apresentará na Alemanha assim que completar 18 anos, em meados de junho. No novo clube, o atacante terá a companhia do lateral-esquerdo brasileiro Wendell.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo