Blog

Milton Cruz dá declaração quente sobre o atual presidente do São Paulo

Parece que no ​São Paulo a crise está longe de terminar. O time do Morumbi é o único dos quatro grandes do estado que ainda não garantiu sua classificação para as quartas de final do Campeonato Paulista e ainda também não ganhou um clássico nesta temporada. A exibição da equipe dentro de campo é reflexo do trabalho feito pela diretoria Tricolor, que já vem sendo alvo de protestos do torcedor há um bom tempo.

Quem deixou evidente o que acontece nos bastidores do clube é Milton Cruz, que ficou mais de 22 anos no São Paulo e acabou demitido em 2016 quando Leco assumiu a presidência. Em entrevista concedida para a TV Gazeta, o ex-funcionário do Tricolor Paulista deixou evidente que sua saída ocorreu por conta de ciúmes do mandatário do Morumbi. “O Leco foi uma pessoa que me prejudicou no clube por ciúme, porque eu tinha uma amizade muito grande com o Abílio Diniz. Para mim o Leco é uma pessoa indiferente”.

Milton jogou 55 partidas com a camiseta Tricolor e marcou 27 gols; como técnico interino, conseguiu 23 vitórias, sete empates e 13 derrotas em 43 jogos. Também na entrevista, o ex-atacante garante que tinha muita influência dentro do clube e que isso incomodava demais o presidente do São Paulo, que acabou o mandando embora quatro meses depois de assumir o cargo.

“As pessoas no clube confiavam em mim, e isso causou um ciúme muito grande no Leco. O Juvenal [Juvêncio] sempre falava: ‘É o Milton que entende de jogador’. O Leco me prejudicou me tirando, mas tudo bem, vida que segue. Mas eu fiquei sentido pela forma como fui tirado.”, que explicou ainda: “Ninguém tinha coragem de falar comigo. Um dia o Luiz Cunha [então diretor de futebol] me chamou. E ele ficou só me elogiando, pensei que iria ganhar um aumento, mas ele acabou falando que ia fazer uma reformulação e que eu não estava nos planos”.

Quando perguntado se um dia voltaria para o Tricolor, Milton Cruz não pensou duas vezes para responder: “Lógico, não fechei as portas. As portas do São Paulo estão abertas para mim. Não saí brigado com ninguém, tirando o Leco. Tenho grandes amigos lá, padrinhos de casamento. Se houvesse o convite, não teria problema nenhum”.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo