Blog

Martín Silva rejeita holofotes na chegada ao Rio de Janeiro O Dia


Torcedor tieta o goleiro Martin Silva – Alexandre Brum

Rio – Herói da classificação à fase de grupos da Libertadores, ao pegar três pênaltis no jogo decisivo diante do Jorge Wilstermann, na altitude de Sucre, o goleiro Martín Silva se firma cada vez mais como ídolo no Vasco. Capitão cruzmaltino no lugar de Nenê, que se transferiu para o São Paulo no início do ano, ele assume a liderança no time de Zé Ricardo, que também não conta mais com o zagueiro Anderson Martins, outro jogador que teve o Tricolor paulista como o destino, nem com o atacante Luis Fabiano, que rescindiu o contrato.

Ontem à noite, o goleiro foi o mais festejado no desembarque do time no Aeroporto Santos Dumont, mas, discreto, não curtiu o seu momento de glória e passou apressadamente pelo saguão. Cerca de 30 torcedores receberam o uruguaio aos gritos de ‘Silva, Silva’. “É assim: ou mata ou morre. Graças a Deus, Martín estava numa noite inspirada e voltamos de lá com a vaga”, afirmou Wagner, ao relembrar a batalha da Libertadores na Bolívia.

Após ter sido vice-campeão da Libertadores pelo Olímpia (PAR), com o status de melhor goleiro da América, Martín Silva chegou à Colina em dezembro de 2013, com o Vasco rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro. O uruguaio ainda esteve com o clube cruzmaltino na disputa da Segunda Divisão de 2016. No ano passado, o o goleiro renovou contrato com o Vasco até 2020 e, na partida de ida contra a Universidad de Concepción, completou 200 jogos pelo clube.

Nesse período, Martín Silva foi bicampeão carioca e recusou propostas do Boca Juniors (ARG) e do São Paulo para seguir na Colina, mesmo enfrentando problemas no Vasco. De acordo com o site Globoesporte.com, o clube tem dívida de cerca de R$ 1,2 milhão com o uruguaio, referente ao salário de dezembro, 13º e férias, mais sete meses de direitos de imagem atrasados e à renegociação de outro débito antigo. Assim, o seu empresário, Regis Marques, deve se reunir com a diretoria na próxima semana para tratar do assunto.

O Vasco volta a treinar hoje à tarde, em São Januário. A estreia na Taça Rio será no domingo, diante da Portuguesa, em partida válida pela segunda rodada, em Edson Passos. O jogo da primeira rodada, diante do Macaé, foi adiado para o dia 1º, em São Januário, por conta do compromisso na Libertadores da América.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo