Blog

Martín Silva aposta em São Januário para reabilitar Vasco na Libertadores O Dia

Rio – O novo tropeço do Vasco na Copa Libertadores não desanimou o goleiro Martín Silva. Um dia depois da goleada para o Racing, pelo placar de 4 a 0, o jogador uruguaio disse apostar nos jogos em São Januário para reabilitar o time carioca no Grupo E da competição sul-americana.

“Matematicamente ainda estamos com chances. Nosso lema é nunca desistir. Dependemos de três vitórias e ainda podemos conseguir essa classificação. Está difícil, mas vamos fazer valer o fator casa para seguirmos em frente”, disse Martín Silva. “Saímos daqui com a cabeça levantada, mirando para frente.”

Após a derrota na Argentina, o Vasco caiu para a quarta e última colocação da chave, com apenas um ponto. Está distante dos sete pontos do líder Racing. A Universidad de Chile ocupa o segundo posto, com cinco. E o Cruzeiro é o terceiro colocado, com dois pontos. Ainda sem vencer na fase de grupos da competição, o Vasco precisa vencer seus três jogos restantes, dois deles em casa.

A derrota foi mais dolorida para o goleiro porque, na noite desta quinta-feira, ele defendeu dois pênaltis, algo inédito em sua carreira até então. “Não me lembro de ter pego dois pênaltis na mesma partida, mas não sou muito ligado nas estatísticas. Estamos trabalhando todos os dias para conquistar um resultado favorável, mas não deu certo.”

O goleiro, que poderia ter deixado o gramado como o grande herói da partida, admitiu que o Racing jogou melhor. “O Racing foi muito superior e fez melhor as coisas. Não sentimos a pressão de jogar fora de casa. Sabíamos o clima que encontraríamos na Argentina. Uma torcida que canta durante os 90 minutos. Para mim, particularmente, tudo isso é motivante.”

O Vasco volta a campo no domingo para enfrentar a Chapecoense, na Arena Condá, pela segunda rodada do Brasileirão. E o técnico Zé Ricardo espera que a sua equipe exiba uma evolução considerável em relação ao jogo de quinta-feira, quando reconheceu que o Racing aplicou uma “goleada incontestável”.

“Foi uma derrota dura, mas pelo que foi a partida, podemos dizer que foi incontestável. Enfrentamos um grande adversário. Tentamos no início do jogo ter um pouco mais de posse de bola, mas o Racing foi confortável no jogo todo e mereceu o resultado. Uma derrota como essa ninguém gostaria de ter, mas temos que nos recuperar. Esses momentos ruins também fazem parte do futebol”, disse o treinador, em entrevista coletiva ainda na Argentina.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo