Blog

Mais que um jogo: História de jovem torcedor do Fluminense prova o poder do futebol

Uma comovente história repercutida na manhã deste domingo (10), exibida em uma matéria do programa ‘Esporte Espetacular’ da Rede Globo, mexeu com inúmeros apaixonados pelo futebol. Torcedor fiel do ​Fluminense, o jovem Gabriel Varandas, de apenas 13 anos, tem em sua vida uma evidência grandiosa do poder restaurador do esporte: enfrentou e superou duas doenças gravíssimas através de sua paixão pelo clube carioca e pelo ídolo, Fred.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Diagnosticado com um tumor cerebral aos oito anos de idade, o garoto começaria em 2013 uma verdadeira batalha por sua vida, que incluiria outra enfermidade logo na sequência da extração de seu tumor, a meningite. Esta quase vitimou o jovem fatalmente, mas em um caso inexplicável até para os médicos locais, o tricolor sobreviveu do coma e voltou para casa. As sequelas foram graves: perda da fala, dos movimentos e da memória. A única lembrança anterior à doença que permaneceu com Gabriel foi a do título brasileiro de 2010, que encerrou um jejum de 26 anos no Fluminense.

A paixão pelo clube das Laranjeiras foi utilizada pela família do garoto como ‘arma’ para sua recuperação. Com reportagens, vídeos, imagens e jogos do clube fazendo parte da terapia diária de Gabriel – obviamente acompanhadas de sessões de fisioterapia e fonoaudiologia -, ele gradualmente foi reaprendendo a falar e andar. Em outubro do ano passado, o jovem tricolor recebeu a notícia de que estava plenamente curado e que poderia dar os primeiros passos para realizar o seu sonho de jogar futebol, concretizando uma reviravolta emocionante diretamente conectava ao que há de mais bonito no esporte que amamos.

Respeitando as particularidades da história de Gabriel e sua família, há outros exemplos do poder positivo exercido pelo futebol (ou do esporte como um todo) na vida de jovens e adultos. Para muitos meninos e meninas de origem humilde, a prática esportiva é a esperança de dias melhores. Para muitos desacreditados na vida, o futebol é o escape. Solidariedade e coletividade são os valores que o futebol deve e precisa passar, em seu papel de agente de transformação social. O amor pelo Flu ajudou a mudar os rumos e a história de uma criança paraibana, provando que futebol não é e nunca será apenas um jogo.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo