Blog

Justiça concede efeito suspensivo e votos do Vasco voltam a ser considerados

Efeito suspensivo dá vitória a Eurico Miranda (Foto: Paulo Fernandes/CRVG)

A eleição para presidente do Vasco ganhou mais um capítulo nesta quinta-feira, quando a desembargadora Marcia Ferreira Alvarenga deferiu efeito suspensivo pedido pelo clube. Com isso, os 475 votos da urna 7 voltam a valer para determinar o vencedor, neste caso, Eurico Miranda.

A validade dos votos da urna 7 vai permanecer até que a perícia seja realizada. Assim, o Vasco não vai precisar mudar na ata do clube a decisão passada, da juíza Maria Cecilia Pinto Gonçalves, que determinava a anulação destes votos.

De acordo com a nova decisão, Eurico Miranda volta a ser considerado vencedor da eleição, com 2.111 votos, contra 1.975 de Julio Brant.

Na decisão, a desembargadora afirmou que os indícios de irregularidade na urna 7 não são suficientes para que se anule todos os votos. Por isso, somente após a perícia de todos os documentos enviados pelo clube uma decisão definitiva poderá ser tomada pela justiça.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo