Blog

Fluminense e Vasco duelam por vaga na final do Carioca

Fluminense e Vasco se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Maracanã, pelas semifinais do Campeonato Carioca. Por ter conquistado a Taça Rio, segundo turno, no fim de semana, vencendo o Botafogo por 3 a 0, o Tricolor tem a vantagem do empate para avançar a final. Já aos vascaínos, a vitória é o único resultado que interessa. As duas equipes duelaram apenas uma vez este ano, pela fase de classificação, e empataram sem gols em um duelo fraco tecnicamente.

Esse equilíbrio é algo esperado pelo técnico do Vasco, Zé Ricardo, para o duelo desta quinta-feira. “Nós sabemos que os clássicos estão sendo marcados pelo equilíbrio neste Campeonato Carioca, salvo uma ou outra exceção. Portanto, temos que lidar com seriedade e sabendo que qualquer coisa pode acontecer. O nível de concentração é grande”, disse o treinador.

Fluminense foi o campeão da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca (Foto: Mailson Santana/Fluminense)

Apesar do equilíbrio, Abel Braga, comandante do Fluminense, aposta no grande momento da equipe, que admite surpreender.

“É surpreendente. Essa equipe não perdeu na Taça Rio. O time titular não perdeu no Campeonato Carioca. Uma equipe depende de encaixe. Com um coletivo forte, se tivermos dois ou três em um momento bom, nos superamos, mas se tivermos quatro ou cinco abaixo, não. É difícil prever as coisas. Ano passado, o time chegou a empolgar com um futebol muito lindo, rápido e vistoso, mas não era tão competitivo. Quando você vê as perdas, foram onze jogadores. Temos que confiar muito naquilo que fazemos e o jogador confiar no que falamos. Nosso time titular está adquirindo confiança. No papel, de repente, não ganha dos outros, mas dentro do campo está mostrando capacidade de reagir”, disse Abel.

Os tricolores entendem que a força do conjunto também tem papel decisivo nos progressos na temporada e o futebol operário é tratado como solução. “Não somos um time que depende de um ou de outro craque. Todos sabem que têm um papel importante a desempenhar dentro de campo e que lá precisamos deixar o nosso máximo. Isso nos deixa mais fortes”, disse o goleiro Júlio César.

Zé Ricardo espera um time concentrado para chegar a decisão (Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)

Se os tricolores falam em bom momento, os vascaínos trabalham para corrigir erros que possam comprometer o rendimento. “Ao longo deste Carioca cometemos alguns erros que acabaram custando caro ao nosso time, que poderia estar em situação melhor. Na própria Taça Rio, quando perdemos as semifinais para o Botafogo, fomos envolvidos em algumas questões que procuramos corrigir para chegarmos fortes a esta semifinal. Vai ser um duelo muito equilibrado, como tem sido a tônica deste campeonato, já que os clássicos sempre exigem demais de quem os disputa. O importante é mantermos a concentração ao longo dos noventa minutos, não facilitando a vida do adversário”, afirmou o zagueiro Paulão.

O Fluminense tem duas dúvidas. O meia equatoriano Junior Sornoza luta contra dores por conta de uma entorse no joelho esquerdo. Se ele for vetado, Luquinhas entra no time. Já o atacante Marcos Júnior, que torceu o tornozelo direito, também pode ficar de fora, cedendo a vaga a Pablo Dyego.

Pelo lado do Vasco, Zé Ricardo vai contar com o goleiro Martín Silva, que estava na China servindo à seleção do Uruguai e que será utilizado mesmo tendo chegado ao Brasil na véspera do clássico. O treinador espera contar com o atacante Paulinho, com um problema em um músculo perto do quadril, e com o volante Evander, que se recupera de uma lesão na coxa direita e pode ficar no banco. O primeiro pode ser titular na vaga de Thiago Galhardo. Desfalque certo é o lateral-esquerdo Henrique, com uma lesão na coxa esquerda e que será substituído por Fabrício.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE X VASCO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de março de 2018 (Quinta-feira)
Horário: 21h(de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Assistentes: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Jackson Lourenço Massara dos Santos (RJ)

FLUMINENSE: Júlio César, Renato Chaves, Gum e Ibañez; Gilberto, Richard, Jadson, Junior Sornoza (Luquinhas) e Ayrton Lucas; Marcos Júnior (Pablo Dyego) e Pedro
Técnico: Abel Braga

VASCO: Martín Silva, Paulão, Frickson Erazo e Werley; Yago Pikachu, Leandro Desábato, Wellington, Thiago Galhardo (Paulinho) e Fabrício; Duvier Riascos e Andrés Rios
Técnico: Zé Ricardo

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo