Blog

Filme repetido! Vasco perde para o Bahia, novamente, por 3 a 0 na Fonte Nova O Dia

Salvador – Com uma atuação pífia, o Vasco foi atropelado mais uma vez pelo Bahia na Arena Fonte Nova. Desta vez pelo Brasileiro, os baianos precisaram dos 25 minutos finais para nova goleada por 3 a 0, gols de Elber, Zé Rafael e Régis. Sem nenhum poder ofensivo, a ponto de não ter criado nenhuma chance clara de gol, a equipe de Zé Ricardo chegou à terceira rodada sem vencer no campeonato e estacionou nos oito pontos, aproximando-se da zona de rebaixamento.

Assim como aconteceu na Copa do Brasil, o Vasco se mostrou uma equipe muito frágil quando exigida. A diferença é que, desta vez, os baianos demoraram para encaixar. Se no duelo anterior o Bahia atropelou no primeiro tempo, desta vez só aconteceu na parte final.

A verdade é que nos 45 minutos iniciais não houve uma partida de futebol. Sem 11 jogadores entre lesões, suspensões e punições da diretoria, o Vasco até começou bem, pressionando, mas sem nenhuma jogada criada. E o Bahia também deixou a desejar. Faltou tudo para os dois times: qualidade, técnica, criatividade. Só sobraram vontade e muita disputa pela bola.

Somente após o intervalo a partida melhorou. E foi por conta do Bahia, que voltou mais organizado e passou a dominar o jogo com a entrada de Régis, aos 17. Outra diferença entre os dois times, já que o banco com qualidade foi determinante. Com mais qualidade, os baianos abriram o placar aos 21. João Pedro passou facilmente por Fabrício e cruzou rasteiro para Elber tocar sem chances para o estreante Fernando Miguel.

Curiosamente, um minuto antes, o Vasco daria o seu único chute relevante em toda a partida, com Yago Pikachu, de longe após jogada individual. O goleiro Anderson defendeu sem muito trabalho. Inoperante no ataque, o Cruzmaltino ainda iria se perder completamente na defesa após ficar em desvantagem.

Com apenas Desábato de volante (Giovanni Augusto entrou no lugar de Bruno Silva), o Vasco ficou todo aberto e o Bahia aproveitou. Foram três chances desperdiçadas, uma com chute no travessão e bola quicando na linha.

A expulsão infantil de Desábato facilitou ainda mais para o Bahia, que ampliou aos 43, com Zé Rafael recebendo passe de Régis sozinho para driblar Fernando Miguel e marcar. Ainda deu tempo para o terceiro com Régis, aos 47, tocando para o gol vazio após receber passe de Allione.

FICHA TÉCNICA:

BAHIA 3 x 0 VASCO

BAHIA – Anderson; João Pedro, Tiago, Lucas Fonseca e Mena; Elton, Gregore, Vinícius (Flávio), Élber (Allione) e Zé Rafael; Júnior Brumado (Régis). Técnico: Guto Ferreira.

VASCO – Fernando Miguel; Rafael Galhardo, Erazo, Ricardo e Fabrício; Desábato, Bruno Silva (Giovanni Augusto) e Wagner; Yago Pikachu, Caio Monteiro (Moresche) e Kelvin (Paulo Vitor). Técnico: Zé Ricardo.

GOLS – Élber, aos 21, Zé Rafael, aos 43, e Régis, aos 46 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Júnior Brumado (Bahia); Rafael Galhardo, Ricardo, Fabrício, Giovanni Augusto e Wagner (Vasco).

CARTÃO VERMELHO – Desábato (Vasco).

ÁRBITRO – Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR).

RENDA – R$ 292.051,00.

PÚBLICO – 15.031 pagantes.

LOCAL – Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo