Blog

Fabrício desabafa após vitória: ‘Antes do jogo avisei que seria vaiado no primeiro erro’ O Dia

Rio – Fabrício não ‘amassou’ a bola. Na realidade, teve participação determinante na vitória de 2 a 0 sobre o Cruzeiro, em São Januário. Não apenas pela assistência para o gol de Pikachu, mas também pela personalidade de jogar sob vaias e não perder o equilíbrio. Na comemoração do primeiro gol, o apoiador foi abraçado por todos os companheiros, que cobraram aplausos para o camisa 6. O esperado gesto de trégua aconteceu ao ser substituído por Henrique.

“Antes do jogo falei que a primeira bola que errasse seria vaiado. Mas falei para confiarem em mim. Quem treina bem, joga. O Bruno Ritter é uma prova disso, moleque novo, de 19 anos, foi o melhor do time”, disse Fabrício.

A relação de amor e ódio do torcedor com Fabrício é antiga. Às vésperas do jogo contra a Universidad do Chile, pela Libertadores, uma polêmica foto postada foi o estopim. Ao lado de Rafael Gallardo, Evander, Paulão, Wellington, Gabriel Felix e Erazo, o grupo ironizou, na legenda, as vaias dirigida a ele.

“Estava junto na foto, mas não postei. Não errei. Fiquei um bom período fora (afastado). Alberto disse que ficaria e ajudaria. Sabia que seria difícil. É um objetivo lutar contra tudo. Correr pelos companheiros, família. Fui vaiado para caramba. É colocar cabeça no lugar”, disse Fabrício.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo