Blog

‘Estamos fechados e unidos. Vamos dar a vida até o fim’, diz o argentino Andrés Ríos O Dia

Rio – Sem desistir até o apito final, o Vasco está se especializando em fazer gols decisivos nos últimos lances. Depois de se classificar à decisão do Campeonato Carioca com uma virada aos 50 minutos do segundo tempo sobre o Fluminense, a equipe de Zé Ricardo mostrou mais uma vez, agora contra o Botafogo, que a luta pode ser recompensada e agora está a apenas um empate do título estadual.

“Estamos fechados e unidos. A gente queria finalizar o jogo antes. Mas sempre que der vamos dar a vida até o fim”, comemorou Andrés Ríos, o herói do jogo.

Confira os gols do jogo

Para muitos, a vitória no primeiro jogo da final seria um fator positivo para o duelo decisivo contra o Cruzeiro, quarta-feira, pela Libertadores. Mas, para Zé Ricardo, o resultado do clássico não influencia e ele também viu diferenças nos confrontos decididos no fim.

“Esse grupo não precisa de um resultado assim para se fortalecer. Diferentemente do jogo contra o Fluminense, a gente esteve organizado no segundo tempo. A partir dos 25 minutos, o desgaste era latente nas duas equipes. Fatalmente quem fizesse o gol venceria. Era uma oportunidade e fomos premiados. Mas apenas jogamos o primeiro tempo dessa grande final”, frisou Zé Ricardo, que não deixou de mostrar preocupação com os erros defensivos.

“Tratamos desse ponto, cobramos muito. Infelizmente aconteceu novamente. Nos dois gols do Botafogo estávamos com a bola nos pés. Isso realmente deixa a gente chateado”, completou.

Responsável pela principal falha do time e que originou o primeiro gol adversário, Paulão não fugiu da responsabilidade, mas preferiu reforçar o poder de luta do Vasco: “Poderia ter escolhido outra jogada no lance do primeiro gol. Acontece. Vou bater sempre na mesma tecla. Passamos muitas dificuldades e o time não desiste”.

DE OLHO NO CRUZEIRO

A maratona de decisões do Vasco segue na quarta-feira e Zé Ricardo começa a sofrer com problemas físicos. Giovanni Augusto saiu com incômodo muscular e é dúvida. Riascos também sentiu dores, mas não preocupa. Paulinho ainda não deve de começar jogando.” A parte física me preocupa. Estamos tomando as providências, já começamos a recuperação após o jogo”, disse o treinador.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo