Blog

Erazo minimiza gols sofridos pelo Vasco em bolas aéreas

Para Erazo, as bolas paradas não são problema exclusivo do Vasco (Foto: Paulo Fernandes/CRVG)

O Vasco sofreu mais uma vez com as bolas aéreas em sua defesa na eliminação para o Botafogo na semifinal da Taça Rio. Este tipo de jogada vem sendo a principal dor de cabeça do técnico Zé Ricardo neste início de temporada.

No entanto, o zagueiro Erazo minimizou o fato e destacou o sofrimento de outras equipes com o mesmo problema: “Todo time tem sofrido com bola parada. O Flamengo ontem levou um gol assim. A desconfiança com a bola parada do Vasco começou após o jogo com o Jorge Wilstermann-BOL. Nós treinamos para caramba, mas não tem que tirar o mérito do rival. Temos que manter o equilíbrio, porque estamos dentro de um processo. Temos que ter maturidade para entender que quando perde não está tudo mal. De um dia para o outro não dá para acertar tudo. Estamos num processo em que estamos entendendo aos poucos. Daqui a pouco vamos nos acertar, vamos parar de levar gols”, disse o jogador.

Erazo também não entrou em polêmica sobre o atraso dos salários, que motivou Riascos a não comemorar o gol marcado diante dos alvinegros: “Nosso grupo é tão bom que a gente só pensa em campo. Estamos tranquilos com isso, nos importamos mais com a bola parada, a defesa, o ataque, como marcar. Obviamente é importante para nós receber. A diretoria nos deu uma satisfação, passou tranquilidade. Estão fazendo o melhor”, declarou o defensor.

A diretoria cruzmaltina pagou nesta sexta-feira um mês de salários aos jogadores e funcionários. No entanto, o clube ainda deve o vencimento de dezembro, 13º salário e férias. Os dirigentes buscam um patrocínio master para quitar os débitos e buscar reforços.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo