Blog

Empresário rebate acusações da torcida do Fluminense sobre sua atuação no clube: ‘Não ligo’

2020 Brasileirao Series A: Fluminense v Atletico GO Play Behind Closed Doors Amidst the | Buda Mendes/Getty Images

Após vencer o clássico contra o Vasco da Gama por 2 a 1, tudo conspirava para um clima positivo e tranquilo ao Fluminense, algo que tem sido raro para o clube nos últimos sete anos. Mas o período de ‘poeira baixa’ não durou quase nada nas Laranjeiras: nos dias seguintes ao triunfo contra o arquirrival, o torcedor tricolor foi bombardeado por notícias preocupantes, como a repentina venda do jovem Evanílson, além dos tropeços consecutivos para Atlético-GO e São Paulo no Brasileirão.

Por trás da venda de Evanílson e da criticada chegada do lateral Danilo Barcelos às Laranjeiras – contratação que caiu como uma ‘bomba’ entre os torcedores tricolores nas redes sociais -, um nome específico é o denominador comum: o empresário Eduardo Uram. Sua relação com o clube vem sendo motivo de críticas e fortes acusações por parte da torcida do Fluminense, acusações que foram rebatidas pelo próprio em contato com a reportagem do jornal ‘O Globo’.

“Minha relação com o Mário é extremamente profissional. Não é porque temos bom trato e respeito mútuo que haveria qualquer tentativa de ganho de vantagem (…) Eu não posso concordar que achem que ter quatro representados em um elenco de mais de 20 jogadores seja um número elevado, indicando que eu tenha qualquer aliança com o clube e sua diretoria. Sobretudo pelo fato de que meus jogadores não estão lá à passeio. São ótimas peças que possuem mercado em outros grandes clube do país. O Egídio, por exemplo, é titular absoluto. Evanilson, que é um grande jogador, sai e deixa uma boa grana para o Fluminense. O mesmo torcedor que reclama hoje, agradece amanhã. Não ligo para essas coisas”, afirmou.

Eduardo Uram representa quatro jogadores que hoje integram o elenco do Fluminense: além dos laterais Danilo Barcelos e Egídio, o atacante Caio Paulista e o volante Yago Felipe estão entre os seus atletas. Os quatro chegaram ao clube das Laranjeiras em 2020, sob o mandato de Mário Bittencourt.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo