Blog

Cruzeiro segue em busca de “velocista”, mas Mano já pensa em plano B

​Desde que a temporada de 2018 chegou ao final, o ​Cruzeiro jamais deixou de expor que uma de suas necessidades de reforços para o ano seguinte seria trazer um atacante de velocidade. Depois do primeiro mês e meio de compromissos oficiais, a Raposa segue sem encontrar um nome que preencha esta lacuna. E o técnico Mano Menezes já pensa numa alternativa para isso.

Os nomes de Bruno Henrique e Keno foram tentados, ambos sem sucesso. A mais recente tentativa foi ​Everaldo, emprestado ao Fluminense. Enquanto David (único nome disponível no elenco com tais características) se recupera de lesão, o treinador parece disposto a buscar um plano B para o problema:

Temos que encontrar soluções, não adianta chorar. Se não temos velocidade de deslocamento, temos que encontrar velocidade de passe, de jogo, temos que ter mais entrosamento, temos que entender qual time temos, as características dos jogadores que temos, para usar essas características. Acho que o Cruzeiro não perdeu muita velocidade para cá. Qual foi o jogador que perdemos para o time titular? O Arrascaeta, que não era considerado um velocista (…) Jogador para estar aqui tem que trazer consigo algum nível de capacidade. Para chegar e ser acréscimo, precisa desse alto nível. E este alto nível custa caríssimo, porque está cada vez mais raro de encontrar. Quem tem, não libera“, analisou o comandante.

Com a escassez de opções, Mano utilizou Rafinha ou Marquinhos Gabriel, ambos com características diferentes das pretendidas, o que já pode dar uma ideia de como o time vai ser formado caso de fato o mercado não ofereça boas alternativas de reforços.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo