Blog

Com um a menos, Vasco luta muito e arranca empate contra o Racing em São Januário O Dia

Rio – A torcida reconheceu a valentia do Vasco para arrancar o empate de 1 a 1 com o Racing-ARG, em São Januário, após a expulsão de Desábato, aos 12 minutos do segundo tempo. Não foi suficiente. Em situação delicadíssima na Libertadores, o Cruzmaltino, com dois pontos em quatro jogos, para chegar à classificação, tem a obrigação de vencer Cruzeiro, em casa, e Universidad de Chile, fora, e ainda torcer para o Racing não perder nas duas últimas rodadas.

Em busca do primeiro gol e da primeira vitória na fase de grupos da Libertadores, o Vasco esbarrou na experiência do Racing. Não houve pressão, contra-ataque ou qualquer chance perigosa criada pelo time no primeiro tempo.

E o golpe dos hermanos foi duro. De um escanteio a favor do Cruzmaltino teve origem o letal contra-ataque puxado pelo armador Centuríon. Cara a cara com Martín Silva, o promissor Lautaro Martínez precisou de duas chances para marcar o gol do Racing, no rebote, aos 31 minutos do primeiro tempo.

Zé Ricardo bem que tentou: com Werley no lugar de Erazo para corrigir velhos problemas na defesa, com Thiago Galhardo para melhorar a criatividade… Não foi suficiente. O time não teve força, qualidade técnica e agressividade para atender à expectativa da torcida, que calou após o gol de Lautaro Martínez.

A confusão no setor da torcida do Racing esfriou de vez o jogo, paralisado depois de os jogadores argentinos correrem em direção à arquibancada para acalmar os ânimos após a reação dos policiais com gás de pimenta.

Depois do intervalo, Zé Ricardo sofreu um duro golpe com a expulsão de Desábato. Era tudo ou nada, e Wellington foi sacado para a entrada de Riascos. O Racing pagou o preço pela própria arrogância. Na raça, Wagner escorou o rebote em chute de Andrés Ríos para empatar e devolver a esperança à torcida. E, de fora da área, Pikachu quase virou. Sobrou garra, mas faltou o Vasco convencer.

FICHA TÉCNICA

VASCO 1 X 1 RACING

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Diego Haro (PER)

Auxiliares: Raul López Cruz (PER) e Jesus Sanchez (PER)

Cartões amarelos: Desábato, Henrique, Werley (VAS); Cardozo, Soto, Barbieri, Zaracho (RAC)

Cartões vermelhos: Desábato (VAS)

Gols: Martínez, aos 31 minutos do primeiro tempo; Wagner, aos 35 minutos do segundo tempo

Vasco: Martín Silva, Yago Pikachu, Werley, Paulão e Henrique; Desábato, Wellington (Riascos), Thiago Galhardo (Fabrício), Wagner e Rildo (Bruno Silva); Andrés Rios. / Técnico: Zé Ricardo

Racing: Musso, Saravia, Donatti, Sigalli (Barbieri) e Soto; Domínguez, González, Cardozo (Zaracho) e Centurión; Lisandro López (Mancilla) e Lautaro Martínez. / Técnico: Eduardo Coudet

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo