Blog

Boicote total! Vasco promete ir às últimas consequências contra nova gestão do Maracanã

O ​Vasco da Gama, praticamente, abriu uma “guerra” contra o Governo do Estado do Rio de Janeiro, que concedeu por seis meses a gestão do Maracanã à dupla Fla-Flu. Como o clube não teve sucesso na empreitada de convencer o poder público a garantir uma administração compartilhada pelos quatro grandes do futebol carioca, a ordem é se utilizar ao máximo das partidas e das redes sociais para protestar.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

A intenção da direção é boicotar ao máximo o estádio enquanto ele estiver cedido aos rivais – ou seja, só atuará lá quando for de visitante e não tiver escolha. A ideia é começar esta ação já na final do Campeonato Carioca, contra o próprio Flamengo, tanto que o Cruzmaltino solicitou à Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) que o clássico deste domingo seja realizado no Nilton Santos – é aguardado um posicionamento da entidade até a tarde desta terça-feira.

Na proposta vascaína para a gestão do Maracanã, constava a ideia de o governo arcar com parte dos custos do estádio. Em meio à discussão, ​Flamengo e ​Fluminense se acertaram e fizeram uma oferta conjunta, sem Vasco e ​Botafogo, que foi aceita pelo governador Wilson Witzel. Assim, os dirigentes vascaínos cogitam até mesmo acionar a Justiça. “O Maracanã é um patrimônio do povo, foi construído com dinheiro da sociedade e não pode ser usada de maneira exclusiva por um dos clubes. Vamos buscar os nossos direitos, na Justiça ou em outro lugar”, afirmou o presidente Alexandre Campello. Mesmo que o aluguel fique mais barato em relação ao valor praticado pela Odebrecht, existe a convicção de que o governo não poderia tomar tal atitude.

Para mais notícias do Vasco, clique ​aqui.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo