Blog

A seleção da 6ª rodada do Brasileirão 2019

​Com os dois jogos realizados na última segunda-feira (27), a sexta rodada do Campeonato Brasileiro de 2019 teve, enfim, o seu desfecho. Entre os pontos altos do fim de semana, apontamos o líder Palmeiras vencendo mais uma e ampliando sua invencibilidade na competição para 29 jogos, o ​Flamengo conquistando virada incrível no Maracanã e o modesto ​CSA comemorando seu primeiro triunfo na elite do futebol brasileiro, após 32 anos sem disputar a Série A. Confira quem se destacou e mereceu posição cativa na seleção da rodada, escalada no ‘incomum’ 3-5-2:

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Jordi (CSA)

Apesar de vários goleiros terem ido bem na rodada, Jordi entra nesta seleção por ter sido peça fundamental para assegurar o primeiro triunfo do CSA na primeira divisão, feito que será lembrado por muito tempo pela apaixonada torcida alagoana. O arqueiro ex-Vasco parou o ataque do Goiás em, ao menos, três oportunidades agudas. 


Pedro Geromel (Grêmio)

Geromel

Na primeira vitória do Tricolor Gaúcho neste Campeonato Brasileiro 2019, quem brilhou verdadeiramente foi o sistema defensivo, que vinha sofrendo fortes críticas em 2019. Com intercepções precisas e muita combatividade, Geromel foi o grande nome gremista ao lado de Paulo Victor, freando o ímpeto ofensivo do Atlético-MG.


Rodrigo Caio (Flamengo)

Rodrigo Caio,Matheus Thuler

É bem verdade que o Flamengo teve atuação errática no Maracanã, mas Rodrigo Caiu conseguiu passar ‘ileso’ nos lances que originaram os dois gols do Furacão. Bem mais uma vez, o zagueiro saiu de campo com status de herói ao anotar, aos 50′ do segundo tempo, o gol da apoteótica virada rubro-negra.


Gustavo Gómez (Palmeiras)

Gustavo Gomez

Semana após semana, a sensação geral é que ao menos um defensor do Palmeiras estará na seleção da rodada. Com atuação impecável, a retaguarda alviverde liderou novamente o clube a uma vitória no Brasileirão, especialmente na figura de Gustavo Gómez, autor do gol único na vitória do líder contra o Botafogo.


Fagner (Corinthians)

Fagner,Alexandre Pato

Ainda que passe longe de ser unanimidade entre torcedores de outros clubes, Fagner novamente provou o motivo de ser ídolo no Corinthians. Extremamente regular e consciente de sua função em campo, o lateral neutralizou as investidas do São Paulo pelo seu setor, colaborando diretamente para mais um jogo do Timão sem ser vazado.


Gregore (Bahia)

Líder em roubadas de bola na temporada passada, o volante tricolor continua sendo peça-chave para o equilíbrio no meio-campo do Bahia. Firme e combativo, colaborou demais para a quase ‘anulação’ das ações do Fluminense, especialmente na primeira etapa.


Diego Torres (Chapecoense)

Destemida, a Chapecoense foi ao Independência e conquistou vitória crucial contra um abalado Cruzeiro. O grande destaque individual da equipe catarinense foi o meio-campista Diego Torres: além de um gol anotado, o uruguaio se destacou na marcação e nas roubadas de bola.


Thiago Galhardo (Ceará)

Sem nenhuma dúvida, o grande craque da rodada foi o meia Thiago Galhardo. Com belíssima atuação, o ex-Vasco balançou a rede duas vezes e conduziu o Ceará ao importante triunfo por 2 a 1 contra o Avaí, fora de casa. Além dos tentos, arriscou mais cinco finalizações no duelo, acertando a trave uma vez e parando no goleiro adversário em outra ocasião.


Renê (Flamengo)

Rene

Apesar de não ser unanimidade junto ao torcedor, os rubros-negros precisam admitir que, se não fosse por Renê, o Flamengo não teria virado o duelo contra o Furacão. Além de conseguir parar, com um belíssimo desarme, um ataque que fatalmente sacramentaria o terceiro gol dos visitantes, o camisa 6 ainda deu a assistência para o gol de Rodrigo Caio.


Marcelo Cirino (Athletico)

Marcelo Cirino

Apesar de sua equipe ter saído derrotada do Maracanã, o atacante do Furacão foi o melhor em campo no duelo, a nível de performance individual. Incansável, trouxe inúmeros problemas à defesa do Fla, especialmente nos contra-ataques. Anotou os dois gols do time visitante.


Gilberto (Bahia)

Gilberto

Ao parar em Agenor durante cobrança de pênalti, Gilberto até flertou com a chance de ser ‘vilão’ no confronto contra o Fluminense, mas ganhou uma segunda oportunidade no mesmo lance e não desperdiçou. Criou um verdadeiro caos na defesa carioca e saiu da Arena Fonte Nova com dois gols anotados, cruciais para o triunfo do Tricolor de Aço por 3 a 2. 

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo