Blog

6 das maiores maldições da história do futebol

Tanto quanto o talento, o psicológico comanda o corpo e é uma grande parte do sucesso no futebol. Não é de hoje que fatores como a superstição tem importante papel na hora de decidir campeonatos, ainda mais em pessoas que acreditam em carmas. Seja dos dias atuais ou ainda antigas, eis aqui seis das principais maldições da história do futebol. Confiram!


Melhor do Mundo e a Copa do Mundo

Desde 1991, quando a premiação do melhor jogador do planeta foi criada, todos aqueles que venceram na edição imediatamente anterior à realização de uma Copa do Mundo não levaram a taça com suas respectivas seleções no Mundial. A lista conta com os seguintes nomes: Roberto Baggio (1993), Ronaldo (1997), Luís Figo (2001), Ronaldinho (2005), Lionel Messi (2009) e Cristiano Ronaldo (2013 e 2017).


Ibrahimovic e a Champions League 

FBL-EUR-C1-BARCELONA-PSG

O craque sueco já jogou por 6 equipes que conquistaram a competição mais importante da Europa, mas nunca ganhou. A maldição fica ainda mais curiosa ao notar que Ibra deixou a Inter e, no ano seguinte, a equipe foi campeã. Logo depois, com o Barcelona, a mesma coisa. Pelo visto, não é para acontecer mesmo…


O tabu hermano

Pablo Zabaleta,Lionel Messi

Mais de duas décadas sem um título sequer. É o tamanho do jejum da seleção argentina, que não conquista um troféu desde 1993. Já são 26 anos, período em que alcançou quatro finais de Copa América, uma final de Copa das Confederações e uma final de Copa do Mundo. Mas a seca continua.


A camisa 7 do Manchester United

Alexis Sanchez

Repleto de tradição e usado por lendas como George Best, Eric Cantona, David Beckham e Cristiano Ronaldo, o número 7 do Manchester United trouxe um peso enorme aos sucessores do craque português. Desde a sua saída, Michael Owen, Antonio Valencia, Ángel Di Maria, Memphis Depay e Alexis Sánchez vestiram a camisa. Todos, somados, marcaram 14 gols nos últimos dez anos.


O campeão da Copa das Confederações

FBL-WC2014-CONFED-BRA-ESP

Mesmo com a Copa das Confederações sendo considerada um “ensaio geral” para o Mundial, parece que não é um bom negócio vencê-la. Nenhum campeão conseguiu conquistar a Copa do Mundo no ano seguinte, incluindo aí a Seleção Brasileira. A mais recente vítima da maldição foi a Alemanha, vencedora em 2017 e eliminada na primeira fase na Rússia em 2018.


Béla Guttmann e o Benfica

Bela Guttmann

Provavelmente a mais famosa e longeva “maldição” do futebol mundial afligiu os gigantes portugueses do Benfica, após a saída conflituosa do treinador Béla Guttmann, em 1962. Campeão de duas edições da Taça dos Campeões Europeus (a atual Champions League), duas vezes vencedor do Campeonato Português e uma da Taça de Portugal, o técnico pediu aumento salarial quando foi renovar seu contrato e teve seu pedido negado. Saiu do clube cravando que o Benfica “não vai ganhar títulos europeus em cem anos”. De lá para cá, já se passaram 57 anos e oito finais continentais. E nada de taça.


Este artigo é trazido a você por A Maldição da Chorona, em breve nos cinemas. Confira o trailer no link abaixo:

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo