Blog

5 grandes atacantes que nunca foram artilheiros do Brasileirão

Brazilian Botafogo’s Dodo celebrates aft | STRINGER/Getty Images

Nome por nome, a edição de 2020 da Série A do Brasileirão é uma das mais ‘recheadas’ em termos de centroavantes que já foram artilheiros da competição. Não acredita? Pois bem, ao todo são seis goleadores máximos deste torneio em anos anteriores: Gabriel Barbosa (2018/19), Jô (2017), Diego Souza (2016), Fred (2016/14/12), William Pottker (2016) e Diego Tardelli (2009).

Voltando no tempo, percebemos que atingir o topo da lista de artilheiros do maior campeonato nacional é uma ‘marca registrada’ dos grandes do nosso futebol: Dinamite, Zico, Careca, Bebeto, Romário, Edmundo… Todos estão lá.

Exceto alguns.

A seguir, lembraremos cinco grandes atacantes que fizeram história no Brasileirão, mas que nunca foram artilheiros desta competição:

SOC-LIBERTADORES-PALMEIRAS-EVAIR
SOC-LIBERTADORES-PALMEIRAS-EVAIR | -/Getty Images

Atacante classudo e ídolo histórico do Palmeiras – clube pelo qual foi bicampeão nacional e bicampeão paulista -, Evair está entre os 20 maiores artilheiros da história do Brasileirão, mas nunca foi o goleador máximo de uma edição desta competição. Já em termos de Estadual, ninguém anotou mais tentos que ele nas edições de 1988 e 1994.

SOC-BRAZIL-CHAMPION-FINAL 1
SOC-BRAZIL-CHAMPION-FINAL 1 | MARIE HIPPENMEYER/Getty Images

Centroavante nato, Luizão vestiu a camisa de inúmeros gigantes do futebol brasileiro entre os anos 90 e 2000, como Palmeiras, Vasco e Corinthians. Sua sala de troféus particular é extensa, tendo sido o artilheiro máximo de edições de Copa do Brasil (1996) e Libertadores (2000). No Brasileirão, no entanto, nunca emplacou o feito.

Sao Paulo v America X
Sao Paulo v America X | Getty Images/Getty Images

Veloz e exímio finalizador, viveu anos espetaculares com a camisa do São Paulo (1996-2002), ultrapassando a marca dos 180 gols anotados pelo clube. Foi o goleador máximo de duas edições de Paulistão (1998/2000) e Rio São Paulo (2001/02), mas nenhuma vez do Brasileirão.

Dodo (L) and Dario Conca of Fluminense F
Dodo (L) and Dario Conca of Fluminense F | VANDERLEI ALMEIDA/Getty Images

São Paulo, Santos, Botafogo, Fluminense, Vasco… Não foram poucas as camisas pesadas que Dodô, o artilheiro dos gols bonitos, vestiu ao longo de sua grande carreira profissional. Ele deixou sua marca em praticamente todos os clubes por onde onde passou, prova disso é a sua presença entre os 20 maiores goleadores da história do Brasileirão. Mas nunca esteve no posto mais alto.

Gremio forward Jardel (L) heads the ball in the ai
Gremio forward Jardel (L) heads the ball in the ai | TOSHIFUMI KITAMURA/Getty Images

Exímio cabeceador, Jardel passou grande parte de sua carreira no futebol português, mas despontou para o futebol vestindo as camisas de Vasco e Grêmio, respectivamente. Conquistou títulos importantes pelos dois clubes e foi o artilheiro máximo da Libertadores de 1995, vencida pelo Tricolor, mas não conseguiu repetir o feito no Brasileirão.

Todos os Créditos

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vasco vence e complica o Cruzeiro; veja coletiva de Vanderlei Luxemburgo